Amiguinhos Amados


Para Interagir Conosco, Clique Na Imagem.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Bichinhos - Depressão


Tratar o seu bichinho pela lei da compensação pode deixá-lo extremamente ansioso. Existem muitos donos que se sentem culpados de deixarem seus cães sozinhos, e tudo vira um grande drama. Ao sair, a separação se transforma num adeus do tipo final de Casablanca, com despedidas lacrimosas, emocionadas, e beijos sem-fim acompanhados de frases ditas num tom de voz choroso, triste, que faça o cachorro se sentir inseguro, como se algo de ruim estivesse lhe acontecendo como: “Fica bem, meu amor, a mamãe não vai demorar!”.

Em compensação, a chegada mais parece uma festa-surpresa de aniversário, com muita gritaria de sua parte e ganidos da parte dele. Ao abrir a porta, o dono se vê obrigado a jogar no chão tudo que tem nas mãos para poder dar conta do verdadeiro ataque de pulos, lambidas, chorinhos e brinquedos na boca com que o cão o recebe.

Solução:
Não transforme a sua saída de casa em um momento desagradável para o seu cão. Para um cão, é natural esperar pelo dono. É como se estivesse aguardando o líder da matilha voltar com a caça para distribuí-la entre os membros que ficaram. Essa espera é normal para ele, portanto haja você também com naturalidade. Quando o dono não lida com essa situação de forma natural, saudável para o cão, acaba estimulando um comportamento inadequado no cão. É bastante comum, principalmente cães muito submissos, adquirirem desvios de comportamento por causa disso. O cão pode passar a manifestar diversas manias, como se mutilar, correr atrás do rabo de forma excessiva, doentia, lamber as patas até ficarem feridas. Se o cão apresentar problemas como esses, deve ser levado a um especialista, para que se tente, pelo menos, amenizar o problema.

Depressão:
Os cães também estão sujeitos a depressão, e elas podem ser circunstanciais ou patológicas. Entre as principais causas da depressão estão: pouca atenção dada ao cão, morte de algum membro da família ao qual ele era bastante ligado, morte ou separação de outro cão ou animal da casa, trauma por violência, adestramento muito punitivo, atropelamento, idade avançada. Os sintomas são relativamente fáceis de perceber. O cão fica quieto, não se interessa por comida, dorme muito e em alguns casos até mesmo choraminga.

Um comentário:

  1. Verena!
    Texto muito interessante.
    Precisamos estar atentos com nossos anjinhos peludos!
    Um lindo Natal e um Ano Novo maravilhoso com muitos lambeijos!

    ResponderExcluir

Volte Sempre
Lambeijos e Ronrons
Pepi,Xixo,Juja e Jujuba