Amiguinhos Amados


Para Interagir Conosco, Clique Na Imagem.

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Bichinhos - A chegada de um bebê


Tenho um cão adulto e vou ter nenê. E agora?

Para não criar competição, o cachorro tem de relacionar a criança com uma sensação prazerosa que vai melhorar e não piorar a sua vida. O cão reconhece as pessoas da casa como integrantes de sua matilha e o mesmo deve acontecer com o bebê. Assim que o bebê chegar na casa, deve-se apresentá-lo ao cão e deixá-lo ser cheirado. No dia-a-dia é preciso criar situações agradáveis ao cão - brincadeiras, atenção e carinho - quando a criança estiver presente. Desta forma, o cão vai assimilar o bebê com sensações agradáveis e não vai sentir ciúmes. Se o cão não for ter acesso a uma parte da casa - como o quarto do bebê - é preciso acostumá-lo semanas antes da chegada do recém-nascido, para que ele não relacione a chegada da criança com a perda do território. O mesmo deve ser feito no caso de diminuição da atenção dada ao cão. É bom lembrar que o cachorro não deve ficar sozinho junto com o bebê sem supervisão. O cão pode machucar a criança brincando de maneira desajeitada.

2 comentários:

  1. Peço imensa desculpa pela intromissão mas também temos que ter muita atenção para que o bebê não machuque o cão. Todos nós já tivemos o cabelo puxado por uma mâozinha de bebê e sentimos como doeu. Portanto, não permitir que o bebê puxa as orelhas, o rabo ou enfia o dedinhos pelo nariz ou olhos. A Criança deve aprender desde cedo que cão não é brinquedo.
    Peço desculpas, mais uma vez, por "entrar" assim. Beijinhos.

    ResponderExcluir
  2. Verena!
    Depois dizem que os bichos não pensam... Pensam diferente de nós, mas pensam!!!
    Bjkas!!!

    ResponderExcluir

Volte Sempre
Lambeijos e Ronrons
Pepi,Xixo,Juja e Jujuba