Amiguinhos Amados


Para Interagir Conosco, Clique Na Imagem.

sábado, 20 de março de 2010

Bichinhos - Como se comunicar com o Xixo!!


  1. Lembre-se que o som não é o modo preferido de comunicação de seu gato. A língua nativa dos gatos é um sistema complexo de expressão corporal, cheiros, expressões faciais e toque, enquanto nós humanos usamos primariamente o som. Os gatos rapidamente percebem que não entendemos os sinais não-verbais que eles usam uns com os outros, e eles vocalizam em uma tentativa de se comunicar em nossa língua. Ao observar qual reação cada som causa em nós, o gato está sempre aprendendo a fazer pedidos (ou exigências)
  2. Escute seu gato. Se observar o que seu gato está fazendo enquanto mia, você pode aprender a distingir quais miados são associados com quais necessidades, e eventualmente vai aprender a diferença entre "me deixa sair" e "me dê comida" simplesmente pelo som. Cada gato é diferente e pode ter suas variações, mas alguns miados comuns incluem:

    • Miado curto - cumprimento.
    • Miados múltiplos - cumprimento excitado.
    • Miado em tom médio - pedido por algo.
    • Ronronado puxado - um pedido por algo.
    • Ronronado grave - uma reclamação.
    • Ronronado agudo - raiva ou dor.
    • Murmúrio (movimentos rápidos de mandíbula, "falando" entre os dentes) - excitação ou frustração (como quando uma presa está fora de alcance ou escapa).
    • Trinado (um cruzamento entre um miado e um ronronado com uma inflexão ascendente) - cumprimento amigável.
    • Ronronado suave - convite para contato ou atenção.
  3. Observe seu gato. Por serem mais fluentes com linguagem corporal, certos gestos vão acompanhar a vocalização para reforçar a mensagem.

    • Cauda para cima - feliz
    • Cauda balançando - excitado ou ansioso
    • Olhos piscando - afeto, o equivalente de mandar beijo

      • Contato visual prolongado (encarar) é interpretado pelos gatos como um questionamento ou até agressividade, e os torna desconfortáveis. Piscadas devagares comunicam confiança.
    • Orelhas para trás - alarmado
    • Passar a cabeça, flanco e cauda em uma pessoa ou animal - ritual de saudação
    • Bater a cabeça - amizade, afeto
    • Cheirar o rosto - confirmando identidade
    • Orelhas para trás e deitadas - medo e ansiedade
  4. Converse com ele. Como dito acima, os gatos estão sempre aprendendo como se comunicar conosco; quanto mais nos comunicarmos com eles, mais rápido eles vão aprender.

    • Use um tom de voz ligeiramente mais alto para indicar amizade e um tom mais grave para indicar descontentamento ou agressividade.
    • Repita sempre a mesma palavra dormir ou cama, a cada vez que for dormir, e eventualmente o gato vai associá-la com suas ações, e pode até ir para o quarto antes de você.
    • Use a palavra chuveiro quando for tomar banho, e eventualmente seu gato vai até ir ao banheiro esperar por você.
    • Se piscar os olhos devagar enquanto faz contato visual com seu gato, eles vão normalmente responder se aproximando para serem acariciados, pois as piscadas são muito amistosas.
  5. Seja consistente. Por exemplo, os gatos normalmente pedem antes de entrar no espaço pessoal de outro, e um erro comum dos donos é dizer "não" mas assim mesmo acariciar o gato. Isto confunde o animal. Faça um não rápido e afaste o gato com firmeza e gentileza, sem mostrar afeto, e isto vai dizer ao gato que ele não é desejado neste momento. A maioria dos gatos tenta duas ou três vezes invadir o espaço de alguém, frequentemente de direções diferentes. Tenha paciência ao dizer "não" a eles.

    • Se eles fizerem algo que não aprova, borrife um pouco de água neles com um aspersor. Eventualmente tudo que vai ter que fazer é pegar o aspersor, e eles vão parar.
    • Se não gostar da idéia de borrifar água no gato, desenvolva um "tom de voz de comando" para usar com seu gato quando ele estiver fazendo algo de errado. Use uma voz natural, fácil de repetir, mas que se distingua da sua voz normal. Se usar esta voz de comando seriamente e só quando necessário, o gato vai aprender a reconhecer quando está fazendo algo que lhe desagrada.
    • Outro "não" fácil de fazer que todos os gatos reconhecem é um chiado rápido e agudo como o que é feito por eles mesmos quando dizem "não".


5 comentários:

  1. Verena,
    eu ainda não tinha reparado neste comportamento felino. Muito interessante. Agora já sei identificar alguns comportamentos da gatinha da minha cunhada. Muito legal mesmo!
    Beijinhos
    Regina

    ResponderExcluir
  2. Eles demonstram o que sentem direitinho...um beijo e um lindo OUTONO pra ti!beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. Eu não tenho gato, mas convivo com vários: a Gatolândia da casa da minha mãe. Por isso, adorei o texto!
    Bjkas, lambeijos e ronrons!!!

    ResponderExcluir
  4. Verena, visite: http://biducadevoce.blogspot.com
    Temos uma surpresa!
    Lambeijos!

    ResponderExcluir
  5. Verena, peço desculpa, mas tenho vontade de fazer-lhe uma pergunta, mas não se sinta na obrigação de responder.
    Há quanto tempo convive com gatos? E quantos gatos(as) já teve?
    O modo como você fala... parece que sempre conviveu com eles...
    Beijinhos.

    ResponderExcluir

Volte Sempre
Lambeijos e Ronrons
Pepi,Xixo,Juja e Jujuba