Amiguinhos Amados


Para Interagir Conosco, Clique Na Imagem.

quinta-feira, 18 de março de 2010

Bichinhos - Doenças cardíacas


Os cães apresentam, com maior freqüência, o processo de degeneração ou envelhecimento das válvulas cardíacas (mitral e tricúspide) chamado de endocardiose ou doença valvular crônica. Geralmente as raças de pequeno porte (poodle, pinscher, yorkshire etc), com idade acima de seis anos, são as mais acometidas por esta lesão. Outra doença cardíaca que pode afetar os cães é a cardiomiopatia dilatada sendo mais freqüente em cães de grande porte (dobermann, boxer, labrador, dogue alemão etc).Os gatos podem desenvolver a cardiomiopatia hipertrófica, cuja evolução pode ocorrer de forma silenciosa, manifestando-se somente quando já se encontra na sua forma mais grave. Animais que costumam freqüentar regiões de praia podem contrair a dirofilariose, que é causada por um verme que se instala na artéria pulmonar e geralmente atinge o lado direito do coração. É transmitido pela picada de mosquito.

Avaliação Cardíaca em Pequenos Animais: Cães ou gatos devem passar periodicamente, independente se apresentam ou não sintomatologia para uma doença específica, por uma avaliação clínica de rotina. Muitos distúrbios cardíacos evoluem de forma silenciosa e o exame clínico de rotina é útil no seu diagnóstico precoce. Caso o animal apresente algum sinal de doença cardíaca (cardiopatia) este será encaminhado para uma avaliação cardíaca visando assim o diagnóstico preciso da lesão e a implantação do tratamento adequado.

O sintoma da cardiopatia mais precoce é a tosse. Muitas vezes este sintoma passa despercebido pois em alguns casos se apresenta de forma branda e se assemelha a um engasgo, sendo erroneamente associado então, a ingestão de pelos ou do alimento. Outros sintomas associados à doença cardíaca são: cansaço, intolerância ao exercício, respiração laboriosa (dispnéia), inchaço das patas (edema de membros) e do abdômen (ascite - líquido no abdômen; ou organomegalia por congestão), língua arroxeada ou azulada (cianose de mucosas), desmaios (síncopes) ou tonteira (lipotímia), convulsões, distúrbios no crescimento em filhotes e na performance de cães atletas.

A avaliação cardíaca deve constar do exame de rotina, anual, dos animais com mais de seis anos de idade, e fazer parte dos pré-operatórios como forma preventiva. Os bichinhosque já apresentarem sintomatologia, devem ser submetidos à avaliação cardíaca visando iniciar o mais rápido possível a terapêutica tendo como objetivo retardar a evolução da doença.

3 comentários:

  1. Temos que ter esse cuiodado com eles também!beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Que dó! O Bidu vai fazer 6 anos em abril: tá quase entrando na "3ª idade"...
    Bjkas!

    ResponderExcluir
  3. Que coisa mais linda, mais carinhosa, mais tuuuudo de bom! Ammmmmeeeeeeeiiiiiii!
    Obrigada! Adoro vocês três!!!!!
    Bjs e lambeijos, ronrons e abraços apertados!
    Nem sei o que mais dizer. Não há palavras que possam expressar como fiquei feliz!

    ResponderExcluir

Volte Sempre
Lambeijos e Ronrons
Pepi,Xixo,Juja e Jujuba