Amiguinhos Amados

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Bichinhos - Viajando com seu bichinho

Carnaval está próximo e
alguns donos de animais resolvem viajar
Seguem algumas dicas para quem quer a companhia do seu bichinho:
Clima: viajar com o animal no verão, principalmente de carro, é algo preocupante. O cão e o gato não suam, e a temperatura corpórea irá se elevar muito em ambiente fechado (por ex.: viagens de carro). Se for levar o animal, programe viajar em horários mais frescos, e pare frequentemente para oferecer-lhe água. Meio de transporte: os mais comuns são o carro e o avião. Nem todas as empresas de ônibus aceitam levar animais. Se a distância for grande, mas a viagem for feita por via aérea, o problema diminue. Os cães e gatos viajam bem de avião, porém, existem regras impostas pelas companhias aéreas que devem ser conhecidas com antecedência como:dimensões e tipo de caixa de transporte, necessidade de sedação, reserva, número de animais por vôo, etc..
Idade e condições de saúde: evite viajar com animais idosos, principalmente aqueles cujas condições de saúde requerem cuidados (animais cardiopatas, p.ex.). Animais com menos de 4 meses que ainda não completaram a vacinação, só devem viajar em caso de necessidade e não devem ficar expostos a outros animais ou à rua.
Analise esses aspectos e decida:
O animal vai!
Escolha o meio de transporte baseando-se na distância. Viajar de avião é menos estressante para o animal do que passar várias horas dentro do carro.
De avião:
Documentos: para embarcar em viagens nacionais ou internacionais você precisa de: atestado de saúde fornecido pelo veterinário (no máx. 3 dias antes da viagem) e Certificado de vacinação anti-rábica (a vacinação deve ter sido feita 30 dias ou mais antes da viagem).
Para viagens nacionais, a partir de julho de 2006, cães e gatos foram dispensados da emissão da Guia de Trânsito Animal (GTA), bastando atestado de saúde e de vacinação.

No caso de viagens para o exterior, de posse desses documentos, o proprietário deverá ir ao Ministério da Agricultura, que lhe fornecerá um atestado Certificado Zoo Sanitário Internacional. Para viagens fora do país, também é necessário informar-se no Consulado do país de destino quais as exigências para a entrada do animal. Alguns países aceitam apenas o atestado do Ministério da Agricultura ou exigem um visto consular para a entrada do animal. Há países que exigem que o animal cumpra um período de quarentena no aeroporto. Países da Europa em geral, solicitam um exame sorológico para confirmação da vacinação anti-rábica, que deve ser feito com bastante antecedência. Há restrições quanto ao número de animais que estão imigrando em alguns países. Portanto, informe-se antes para evitar surpresas no desembarque.
obs. Para entrar com um animal no Brasil, há necessidade do Certificado Zoo Sanitário Internacional e do Visto consular
Onde o animal será transportado: na maioria das companhias, o animal irá no compartimento de carga dentro de uma caixa de transporte, cujas medidas e características variam com a companhia aérea. Informe-se do tipo de caixa e medidas antes de comprá-la. Algumas companhias permitem que os animais viajem com os donos. Raças pequenas e gatos são tolerados junto com os passageiros, em alguns casos. Há restrições quanto ao número de animais por vôo, portanto, deve-se fazer uma reserva para viajar com o animal.

De carro:
Documentos: legalmente, para você transportar um animal em viagens rodoviárias interestaduais, você precisa da mesma documentação necessária para viagens aéreas, ou seja, carteira de vacinação anti-rábica e atestado de saúde.
Onde o animal será transportado: no caso de gatos, o uso da caixa de transporte é imprescindível para diminuir o estresse do animal e evitar fugas.
Muitos animais costumam vomitar com o movimento do carro. Consulte o veterinário quanto a medicar o cão contra vômitos antes da viagem. Não alimente o cão ou gato antes de viajar. Leve água e faça paradas regularmente.
O animal fica!
Em alguna casos, deixar o animal é bem menos estressante. Se tiver alguém conhecido com quem ele possa ficar, melhor ainda. Se não tiver, existem hotéis para cães e gatos que aceitam os animais desde que estejam com a vacinação em dia. Procure referências do hotelzinho onde você irá deixar o seu animal. Conheça antes as instalações. Leve a comida que ele está acostumado, brinquedos e a "cama" dele. Isso diminuirá o estresse de mudança de ambiente. Alimentação fornecida pelo hotel pode causar diarreia. Deixe o telefone do seu veterinário no canil/hotel, para casos de emergência.
Os gatos são bastante apegados ao local onde vivem e se estressam bastante com mudanças. Por isso, só leve-o na viagem ou deixe-o num hotelzinho se não tiver ninguém que possa tomar conta dele para você.


14 comentários:

  1. Sobrinhitos acabei de post a dar noticias da vossa amiguinha
    Bjs
    Graça

    ResponderExcluir
  2. Realmente eles se estressam. A Cuca fina na casa da veterinária ,tranquila, na sua rotininha... Acho melhor. beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. Olá.
    Este post é muito interessante.
    Obrigado por todas essas informações.
    Ronrons e bom resto de semana

    ResponderExcluir
  4. Dedalín os manda muchos ronroneos y muchos saludos!!!!
    Beijinhos!!!

    ResponderExcluir
  5. Esse é um tema muito importante e deveria ser leitura obrigatória. Espero que todos tenham um carnaval muito seguro!

    ResponderExcluir
  6. Amiguinhos:

    Ótimo post.... bem alertado!!
    Ó, se vcs quiserem ajudar um pouquinho o Th[eo, não precisa ser com dindim.... rezando já é muuiiittto bom....e se quiserem, podem divulgar aqui também... a mamãe dele vai ficar feliz!!!
    Beijinho
    Scu e mamis

    ResponderExcluir
  7. É isso mesmo! temos que proteger os nossos amiguinhos de patas! Beijinhos

    ResponderExcluir
  8. é bom quando o animalzinho ja esta acostumado a viagens! as cadelinhas da minha mãe adoram andar d carro, e ja viajaram muito, ja fizeram viagens de 3 dias cruzando o pais, como elas estão bem acostumadas minha mãe sabe a hr d parar para irem ao banheiro e tudo mais, viagem d avião eu axo estressante, ainda mais se for muito demorada!

    ResponderExcluir
  9. Pepi, Xixo

    Obrigada pelas dicas, quanto ao conforto de nossos
    bichinhos amados.

    Qieria saber de Kiki que estava doente a Pepi ou a Xixo?

    Beijos queridos.

    Mª. Luísa

    ResponderExcluir
  10. Temos verdadeiro horror a Carnaval... afff...
    Podería muito bem o mundo ficar sem isso!!!
    ..........
    Mas tudo bem, não devemos ser radicais, né?
    Para quem gosta, curta sua folia com alegria!
    ..........
    Carinhos meus queridos amiguinhos, que estejam todos bem em seu lar, com saúde e paz!
    Toca dos Gatos ^.^

    ResponderExcluir
  11. Verena,um post muito informativo!A Fadinha vai comigo sempre que posso levá-la.Ás vezes,nem viajo porque tenho 3 bichinhos amados e os gatos ficam com uma amiga que vem ficar com eles aqui de babá...rsss...não gosto de sacrificar meus bichinhos.Bjs,

    ResponderExcluir
  12. Verena querida, boas dicas. É preciso ter muito cuidado com nossos bichinhos.

    Beijos! Néia e Nikita:_)

    ResponderExcluir
  13. Bem interessante realmente muitas pessoas vao viajar mais não levam seus bichinhos e deixam jogados que triste ...ainda bem que mamãe nao faz isso comigo heheheh

    Beijos

    Rubi^^

    ResponderExcluir
  14. Ótimas dicas! Tem que ficar atento a tudo isso na hora de viajar, não gosto de viajar por conta de não poder levar o Rodolfo nem ter com quem deixar!

    Beijo

    ResponderExcluir

Volte Sempre
Lambeijos e Ronrons
Pepi,Xixo,Juja e Jujuba