Amiguinhos Amados


Para Interagir Conosco, Clique Na Imagem.

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Bichinhos - Feriadão Chegando!!!

Aumiguinhos,
Feriadão chegando e então gostaríamos de compartilhar esta matéria com vocês
A todos um ótimo final de semana prolongado
Com muitos lambeijos, ronrons e carinhos dos Bichinhos Amados
Pepi, Xixo, Juja e Jujuba


Com a vida atribulada de hoje, nos vemos cada vez mais obrigados a usar serviços que nossas avós nem imaginariam. Creches aceitam bebês cada vez mais novos, colégios estendem seus horários, vans levam as crianças e adolescentes a shows e festas e de volta para casa de madrugada e daí por diante. O mesmo se aplica a nossos filhotes peludos. Poucas pessoas têm tempo para dar banhos em casa, recorrendo às pets shop, algumas até com serviço "delivery" , usamos rações industrializadas por falta de tempo para cozinhar, e quando viajamos, recorremos às hospedagem para que cuidem de nossos amiguinhos e amigões. É sobre esta última que vamos falar.
Observamos durante conversas com nossos clientes, que poucas pessoas sabem qual a realidade de uma hospedagem, o que podem oferecer, o que não é possível, o que se deve esperar ou não. E claro que como todo hotel existirão grandes diferenças de instalações, serviços, comida, número de hóspedes, espaço disponível e atividades oferecidas, desde às mais simples até verdadeiras "colônias de férias" para cães.
Então, o que fazer quando a viagem está marcada e temos que escolher onde deixar nosso cachorro?
A primeira coisa na minha opinião é ligar para os candidatos e conversar com os responsáveis. Nesta conversa é importante "sentir" se as pessoas estão disponíveis, seu nível de conhecimento sobre cães, se dão informações claras, se acompanham de perto o dia a dia do canil, se conhecem bem seus hóspedes, enfim, com que nível de hotel estamos lidando, afinal, como eu já disse, temos de tudo entre 0 e 5 estrelas. Nesta conversa também é bom pedir referências, pelo menos duas, e ligar para essas pessoas para saber o que acham do serviço.

segundo passo, tendo selecionado as opções que pareceram melhores é ir visitar o local. Não se impressione com distâncias, às vezes locais mais afastados são melhores, e para o seu cão não adianta nada estar perto de casa e mal acomodado. É aqui que a coisa complica, já que muitos de nós temos vidas corridas e atarefadas, e é difícil tirar um dia para conhecer canis, muitas vezes distantes de nossa casa. Sinto muito, mas é um mal necessário, pois só assim poderemos avaliar as reais condições do local e ver como os cães hospedados interagem com os responsáveis pelo lugar. Eu não deixaria meu cachorro num hotel onde os hóspedes não fazem festa para os tratadores e responsáveis .... E isso não dá para saber por telefone. O ideal nessa hora muitas vezes é não levar o cachorro, já que se a viagem for mais longa (principalmente se forem visitados muitos lugares) ele pode enjoar, ou se cansar e começar a dar trabalho, tirando nossa atenção do que realmente interessa.

Chegando ao local, além do atendimento, é importante checar: a limpeza do local como um todo, das pistas onde os cães se exercitam, dos boxes onde dormem e do lugar onde é guardada a ração, além da limpeza dos cães em si. Também vale uma atenção especial à segurança das grades/telas, altura das paredes e quaisquer outras possibilidades de fuga. É uma boa hora para checar o dia a dia dos cães, se estão fazendo alguma atividade ou estão todos presos, e quais as atividadesoferecidas, além de ver a já mencionada interação dos hóspedes com as pessoas. Veja também qual o esquema de alimentação, quantas vezes por dia é oferecida a comida e que tipo de comida. Ração seca de primeira linha é sempre a melhor opção, já que terá um bom nível energético e não estraga. Pergunte a marca e cheque com o veterinário do seu cão se ele concorda com a mudança. Algumas hospedagens pedem que o dono mande a ração de seu cão, neste caso converse com os responsáveis sobre a ração que você usa normalmente e se ela se adaptará ao ritmo do lugar, pois muitas vezes a ração que mantém seu cão bem num ritmo de vida sedentário não "aguentará" um ritmo com mais exercícios e aí o cão vai emagrecer.

Um detalhe importante, não deixe para fazer isso na véspera da viagem, já que se você não gostar de nenhum dos lugares visitados não terá tempo para procurar outros. Lembre-se que seu cachorro não poderá opinar, mas é ele quem vai ficar onde você escolher.

Feito isso, escolha um local que atenda às necessidades de seu cão (existem locais ótimos para um Yorkshire, mas onde seria crueldade deixar um Labrador) e que lhe inspire confiança. Lembre-se, essas serão as pessoas que lhe darão informações sobre o seu cão enquanto você estiver fora e que cuidarão dele. Confie nelas, pois se algo acontecer você só terá a palavra delas sobre o que foi que houve. Uma boa dica para quem nunca deixou seu cachorro numa hospedagem é experimentar deixá-lo num fim de semana que você vai estar em casa. Assim, você pode ligar para saber como seu bichinho está indo, e em caso de "pânico" (mais do dono do que do cão), você pode ir buscá-lo a qualquer momento. Se o seu bichão conseguir sobreviver a um fim de semana inteirinho ele, com certeza, irá se adaptar muito bem a um período maior.

Aliás, aqui vem outro ponto. Todos nós amamos nossos cães, mas na hora de deixá-lo, tente ser o mais honesto e objetivo possível sobre ele. Todos têm defeitos, e ele também. Mencione seus hábitos e manias, o que gosta e o que não gosta, se morde gente ou cães em determinadas situações. Quanto mais souberem sobre ele, melhor poderão tratá-lo. Não deixe que um tratador seja mordido para que o pessoal da hospedagem descubra que seu cão não gosta que mexam na cama dele ... nem que ele fique todo empolado porque ninguém sabia que ele tinha alergia a grama ou tenha uma diarréia porque não podia ganhar um biscoito. Diga tudo o que souber sobre seu cão, o melhor e o pior.
Mais importante do que levar a caminha ou o brinquedo preferido, é levar todos os remédios que o seu bichinho está tomando, junto com um relatório detalhado sobre os motivos da medicação, horários, dosagens e o telefone do seu veterinário em caso de dúvidas. Ah! Se for possível deixe também o telefone de onde você poderá ser encontrado, ou de alguém que possa se responsabilizar pelo seu peludo enquanto você não está (um parente ou amigo que conheça bem o seu bichão).Uma plaquinha com identificação no pescoço do seu peludo é fundamental para a sua tranquilidade e para segurança dele, no caso de uma fuga inesperada.

Não esqueça também de saber claramente o que está incluído na diária do seu companheiro e quais os serviços que serão cobrados à parte. Algumas hospedagens cobram "por fora" por atividades especiais como natação, treinamento, exercícios de musculação ou agility. Além disso algumas hospedagens cobram por vermífugos, remédios contra parasitas (pulgas e carrapatos), visitas a veterinários, banhos, transporte, alimentação, etc. É bom ter tudo bem claro para não receber uma conta surpresa no final do período. Combine também quais as despesas que podem ser feitas sem o seu prévio conhecimento e quais não serão autorizadas. Em caso de emergência se o seu cachorrinho deverá ser atendido pelo seu veterinário, ou se pelo veterinário responsável pela hospedagem, e quem arca com as despesas.
Daniela Prado
TREINADORA e Especialista em Comportamento Canino

15 comentários:

  1. Só com a certeza de que serão bem cuidados poderemos nós também ter uma boa viagem, pois temos que ter essa tranquilidade.

    Aqui, CUCA fica na casa da veterinária, que claro, cobra bem, mas vale a pena! beijos,lindo feriadão,chica

    ResponderExcluir
  2. Verena,um excelente artigo de grande utilidade,pois saber com quem ficarão nossos bichinhos é fundamental!Confesso que viajo pouco por não poder levar sempre o Mo e a Fadinha. O Mo nunca saiu de casa,tadinho!Nas vezes que viajei e levei a Fadinha ficou uma babá aqui em casa só pra cuidar dele...rss...tive medo de leva-lo na viagem e ele assustar e fugir!...rss...bjs e meu carinho a todos!

    ResponderExcluir
  3. muito legal essa mateia! bom feriadão para vcs! bjssssssss

    ResponderExcluir
  4. Amei o post! Muito informativo!!!
    É sempre bom escolhermos um local adequado pra gente deixar nossos bichinhos quando viajamos!
    Como aqui em casa geralmente meus pais não viajam muito... quando saio pra passar uns dias fora, a Mel fica sempre com eles, aí eu viajo sem preocupações!!!!

    beijinhooos =**

    ResponderExcluir
  5. OLÁ, BICHARADA AMADA!! VIM DESEJAR UM LINDO FIANL DE SEMANA PRA VOCêS E, CONVIDÁ-LOS A VISITAREM E SEGUIREM O BLOG DOS MEUS GATINHOS, O GATITO E A MAUAU. FICARIA MUITO FELIZ SE VOCÊS OS CONHECESSE, E DECIDISSE, SEGUÍ-LOS. ELES ESTREARAM HOJE NO BLOG, MAS SEI QUE VÃO TER MUITAS COISAS LEGAIS PRA CONTAR.
    APAREÇAM POR LÁ, SERÃO BEM -VINDOS SEMPRE!!
    O BLOG É O http://gam-petecats.blogspot.com
    VALEU, PEPI, JUJA, JUJUBA E VOCÊ TAMBÉM, XIXO!!

    ResponderExcluir
  6. Querida Verena e turminha fofa...adorei vir aqui hoje.....texto sabio esse teu....as pessoas andam ocupadas demais e a vida fica no disk isso disk aquilo....e os peludinhos sofrem...eu tenho gato então não passo por esse problema,pois gato não sai..e quando viajo ele fica em casa e alguem vem cuidar..tira-lo de cada é muito estress....
    Mas esse lance de hotelzinho é serio...Já ví casos horriveis....quem tem costume de deixar em hoteizinhos tem que saber bem onde...
    muitos beijos..bom feriado e boa bagunça por ai...
    vai lá no blog Verena Toma um cafe e postei uma foto do Felix Bebezinho...meu gato é carente não tem blog..mas as vezes posto sobre ele..bom fim de semana
    beijao
    titi

    ResponderExcluir
  7. Um tema rico e interessante. eu tenho deixado de viajar por conta de dois peraltas (poodles) que moram comigo.
    Outro dia eu falei com a minha filha que eu não sabia se as acomodações eram boas...ao que ela me respondeu: "Tu te hospedas lá e se for bom tu hospedas os cachorros"...rs.
    Claro que foi piada, mas é por aí...se for bom pra mim é pra eles,com certeza!
    beijinhos de luz.

    ResponderExcluir
  8. Adorei as dicas e informações preciosas! Sábado e domingo iluminados pra vocês, de muita paz e alegria!
    Abraço fraterno e carinhoso! E muitos rons rons da Fofurinhas!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. As dicas são excelentes. Riqueza de informações. Parabéns pelo belo trabalho. Muita gente deveria ler este cantinho informativo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi Verena e amiguinhos...
    Adorei as dicas...Parabéns pelo post...Bem informativo...Ótimo feriado para vocês...Aqui também vamos ter um feriadão de Golden Week...
    Beijos!
    San...

    ResponderExcluir
  11. OUlá aUmigo PEPII....q saudade d vir aUqui...andei sumidinho pq a minha mamis stava fazendo faxininha em ksa..sabe andei fazendo PIPI em lugares indevidos..mas axo q ela n sabe q fui eu ....rsrs
    otimo domingo de feriadão p vccc!!!!!
    Iupii !!!
    Eu to indo tomar um banho gostoso la no pet center..rsrs...
    Lambeijokas!

    ResponderExcluir
  12. Muito bom esse post! Ótimas dicas, todo o cuidado é pouco!!
    Com carinho
    Pedro e Amara

    ResponderExcluir
  13. Eu viajo pouco justamente para não deixar os peludos sozinhos em casa, mas quando saio peço para a vizinha vir cuidar deles porque ficariam estressados de ficar em um lugar estranho, mas se tivesse um lugar espaçoso e bonito que os cachorros pudessem se divertir eu até os deixaria por uns dias, mas aqui não tem nenhum hotel interessante para cães. Eu achei as dicas muito importantes, precisamos tomar muito cuidado com nossos amigos.
    Beijos
    Laís

    ResponderExcluir
  14. Dicas muito importantes. Afinal, nossos bichinhos fazem parte da família e precisam ficar bem enquanto viajamos.
    Beijooooo!

    ResponderExcluir
  15. Passando de novo para deixar beijinhos a você Verena e toda a turminha...
    titi

    ResponderExcluir

Volte Sempre
Lambeijos e Ronrons
Pepi,Xixo,Juja e Jujuba