Amiguinhos Amados

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Bichinhos - Você sabia?

A fala dos papagaios é geralmente lembrada como um gravador de penas. Mas estudos que vem sendo feitos há 30 anos continuam a mostrar que esses pássaros fazem muito mais do que apenas uma imitação. Nossos amigos conseguem resolver tarefas linguísticas para crianças de 4 a 6 anos. Os papagaios parecem compreender conceitos como “igual” e “diferente”, “maior” e “menor”, “nenhum” e números. E o mais interessante é que eles combinam falas e frases, como em uma  novela. Um estudo de 2007 sugere o uso de padrões na fala dos papagaios para desenvolver a fala em robôs.
Os elefantes têm o maior cérebro – uma média de cinco quilogramas – entre todos os mamíferos que já andaram na Terra. Mas eles usam a massa cinzenta ao máximo? A inteligência é difícil de ser quantificada tanto em humanos quanto em animais, mas o quociente de encefalização (QE), uma média entre o tamanho do cérebro de um animal e o esperado para esse tamanho dependendo da massa dele, têm uma boa relação com a habilidade de passar obstáculos e desafios. A média de QE do elefante é 1.88 (os humanos têm entre 7.33 e 7.69, os chimpanzés 2.45 e os porcos 0.27). Inteligência e memória geralmente caminham juntas, o que sugere que a memória do elefante, mesmo que não seja infalível, é muito boa.
A gigante girafa, que tem a cabeça geralmente a uns cinco metros de altura, desenvolveu essa adaptação para conseguir alcançar os alimentos mais distantes. A vantagem é óbvia, mas algumas dificuldades surgem daí. O coração precisa bombear quase o dobro do que o de uma vaca para que o sangue não pare de subir antes de chegar à cabeça. E lá embaixo, a pele das pernas precisa ser muito resistente.
É um erro pensar que a evolução está produzindo apenas animais preocupados com si próprios. Laços de altruísmo existem para ajudar a sobrevivência daqueles carregando material genético parecido. Os pintinhos praticam uma seleção de parentesco fazendo um pio especial enquanto comem. Esse chamado anuncia para todos os animais próximos que foi encontrada comida. A chave da seleção natural não é a sobrevivência do animal mais preparado, mas do melhor material genético, então um pouco de fraternidade ajuda a todos.
 

O estômago de um crocodilo é um tanto rochoso, por algumas razões. Para começar, o sistema digestivo do animal têm de tudo, incluindo tartarugas, peixes e pássaros, até girafas, búfalos, leões e (quando acontece uma briga territorial) crocodilos. Em adição a esse ecossistema, existem pedras também. Eles engolem grandes pedras que ficam permanentemente em suas barrigas. Dizem que elas são úteis para mergulhar.
Você consegue imaginar uma viagem de carro sem placas, indicações, GPS ou mapas? Claro que não, e por isso você não é um pássaro. Pombos podem voar milhares de quilômetros para encontrar o mesmo local, sem dificuldades. Algumas espécies de pássaros fazem um viagem de ida e volta de mais de 30 mil quilômetros todos os anos. Algumas usam imãs naturais para se orientar com o campo magnético da Terra. Um estudo de 2006 sugere que os pombos usam pontos familiares no chão para achar o caminho de casa.
Os castores praticamente se escondem durante o inverno, vivendo de comida armazenada ou dos depósitos de gordura em seus rabos. Eles conservam energia evitando entrar em contato com o frio, preferindo ficar nas escuras pilhas de madeira e lama. Como resultado, esses roedores, que geralmente saem no pôr do Sol e retornam ao nascer, perdem a noção do sono. O relógio biológico muda, passando a funcionar em um ritmo diário de 29 horas.

Com seus fracos olhos e estilo de vida diferente, os ratos toupeira africanos estão entre os roedores mais estranhos. Eles detectam um pouco de luz, e já foi sugerido que usam os olhos mais para sentir as mudanças do ar do que para enxergar. E de acordo com um estudo de 2006, eles não gostam do que veem. Luz indica que talvez um predador tenha entrado no túnel.

Com tantas criaturas andando por aí, é fácil esquecer que algumas das mais esquisitas estão no fundo do oceano. A estranha prática do hermafroditismo é mais comum entre peixes do que em qualquer grupo de vertebrados. Algumas dessas mudanças, nos peixes, são respostas para um ciclo hormonal ou mudanças ambientais. Alguns possuem órgãos femininos e masculinos.
  Fonte: 
LiveScience

18 comentários:

  1. Nooooossa! Quantas coisas que podemos aprender,não sabia mesmo isso! Adorei e garanto que Neno até sabe, mas a vó, não<rs Gostei! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Verena e Bichinhos, uma pesquisa muito joia e aprendi um tanto agora...
    Tanta coisa curiosa!

    Um abraço

    ResponderExcluir
  3. Adorei todas essas curiosidades.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  4. Verena, quanta coisa interessante que eu não sabia!
    Muito boa sua postagem!
    Beijos
    Amara

    ResponderExcluir
  5. Muitos aprendizados hoje aqui,...valeu.
    Beijo Lisette,

    ResponderExcluir
  6. Que bacana!
    Algumas eu já havia lido e outras aprendi agora!
    Obrigada por compartilhar!
    Bjs

    Femme- Mãe, Esposa, Mulher!

    ResponderExcluir
  7. Quase tudo não sabia... muito bom o post, rápido e cheio de curiosidades do mundo animal...

    ResponderExcluir
  8. Ahhh, o mundo animal! Que bacana essas curiosidades! Gostei de todas, principalmente a do crocodilo!

    Beijos!!!! Ótima quinta!!!!!

    ResponderExcluir
  9. Querida Verena!
    Amei saber mais sobre os nossos amados animais! Tudo muito interessante!
    Beijocas e uma bela sexta-feira pra vocês!

    ResponderExcluir
  10. Nossa,não sabia de tudo isso,sempre bom saber mais sobre animais!

    http://soltandooosbichos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Muita informação! Que bacana!
    Um beijo e bom findi amados!

    ResponderExcluir
  12. Meus bichinhos amados,

    Mas que coisas lindas me apresentam
    E eu sempre soube que os animais
    merecem muito mais
    do que muitas pessoas que conheço.

    Eu estou sempre com vocês,
    anjos meus.

    com muito interesse o que nos contam!

    Beijos e abraços,

    maria luísa (os7degraus)

    ResponderExcluir
  13. Tudo muito legal!
    bjs
    Excelene final de semana
    Ritinha
    Adoro este cantinho

    ResponderExcluir
  14. Verena, que post gostoso... eu nunca duvidei da inteligência dos animais! Quase todas as espécies têm inteligência e demonstram em suas atitudes! Aqui, tivemos um papagaio que se fazia de morto... na primeira vez, eu acreditei e danei a chorar "Zé Carioca morreu... Zé Carioca morreu..., ele levantou e gargalhava! Aí ele fazia sempre só pra rir da gente e a gente, claro, ria dele! Casa que tem bichinho tem sempre alegria, né?Bjks e bom final de semana! Tetê - De Bem com a Vida

    ResponderExcluir
  15. Nossa,quanta coisa interessante por aqui! Já desconfiava da inteligencia dos papagaios, mas teve muita novidade pra mim nesse post. Crocodilos que engolem até pedras foi a maior surpresa! ótima postagem! bjs e rons rons da tia Anne e bichinhos,

    ResponderExcluir
  16. Amiga, quanta saudade de vir aqui, adorei estas interessantes informações sobre animais tão diversos.
    Excelente este seu post.

    beijinhos e bom fim de semana


    ResponderExcluir
  17. Oi Verena!
    E como é sábia e perfeita a natureza!
    Maravilhosa postagem sobre os irmãos animais.
    um ótimo fim de semana para ti.
    abração com carinho a ti e beijocas na turminha de quatro patas

    ResponderExcluir

Volte Sempre
Lambeijos e Ronrons
Pepi,Xixo,Juja e Jujuba