Amiguinhos Amados


Para Interagir Conosco, Clique Na Imagem.

sábado, 13 de setembro de 2014

Bichinhos - NÃO DEIXE O SEU CÃO VIRAR A SUA SOMBRA


Hoje o tema da Semana colorida da querida Anne é Sombras.
Cão não é sombra
Sabe aquele cãozinho que te segue todo o tempo pela casa até mesmo no banheiro?Confesse,faz bem para o ego  ter um parceiro assim tão "solidário, fiel e apaixonado",não?
A verdade é que ficar só é contrariar a natureza do cão, animal de matilha . Viver em bando sempre foi uma forma natural de se proteger na natureza. Porém no relacionamento com o homem em alguns casos a dependência se torna tão grande que acaba criando animais inseguros, os conhecidos "cães ansiosos" que choram , ladram sem parar destruindo  a casa quando seu dono se ausenta ao sair para trabalhar, viajar etc...

 
"É muito bom ter um cão que gosta de nós e sente nossa falta. Mas ele pode se tornar

dependente demais e sofrer cada vez que for deixado sozinho.  Entre os sintomas desse problema, chamado de ansiedade da separação, os mais comuns são o cão ficar apático, deixando de comer e brincar, babar por toda a casa, uivar incessantemente, fazer xixi na cama dos moradores e raspar a porta a ponto de ferir as patas.






NÃO DEIXE O SEU CÃO VIRAR SUA SOMBRA
Há um conjunto de cuidados que ajuda a evitar a ansiedade canina diante da solidão. O importante é habituar o cão a não nos seguir o tempo todo. Assim, quando a separação for necessária, nossa ausência será mais facilmente aceita por ele. Para promover alguma dependência, evitamos chamar o cão sempre que ele estiver fora de nossa vista e o estimulamos a ficar sozinho. Por exemplo, anime-o a explorar novidades e não satisfaça os desejos dele o tempo todo. Dar carinho e atenção sempre que o cão pedir o torna mais sujeito à ansiedade de separação quando for deixado sozinho. É como acontece com as crianças mimadas. Isso não quer dizer que você não deva dar atenção e carinho ao cão. Simplesmente ignore alguns pedidos de carinho. Acostume-o a pequenas frustrações. Por exemplo, deixe-o do lado de fora do banheiro enquanto você faz as suas necessidades ou toma um banho.
Treine o cão. Saia deixando-o sozinho e volte enquanto ele ainda estiver calmo, sem fazê-lo sentir-se intranqüilo. Gradativamente, aumente os períodos de solidão.


Controle emoções e reações
Grande parte dos cães com ansiedade de separação pertence a pessoas ansiosas. Ao sair de casa, não se despeça calorosamente do cão se ele for daqueles que ficam aflitos quando estão sozinhos. Perceber o dono ansioso poderá aumentar a ansiedade do cão e fazê-lo sentir-se mal ou culpado nesses momentos. Saia calmamente.
Se ao chegar em casa você estimular uma recepção calorosa, o cão terá mais um motivo para ficar aflito na sua ausência. Portanto, nesses momentos, em vez de festejar o cão o melhor é ignorá-lo, embora nem sempre seja fácil. Deixe o carinho, as brincadeiras ou o passeio para depois de ele ter se acalmado. 


Crie associações relacionadas a você
O cão associa locais, odores e objetos ligados a nós, à nossa presença. Quando você sair, permita que ele tenha acesso à sala, ao quarto ou a qualquer outro ambiente onde você costuma passar bastante tempo. Se essa opção não for viável, faça o cão associar a você o local onde permanecerá enquanto for deixado sozinho. Para tanto, procure brincar e ficar com ele por pelo menos alguns minutos naquele lugar. Também ponha lá objetos e panos com seu cheiro.


Amenize a solidão
Por ser social, o cão precisa de companhia. Se ele é freqüentemente deixado sozinho, considere a hipótese de lhe proporcionar uma companhia permanente. Se for macho, consiga uma parceira fêmea, e vice-versa. O ideal é formar casal, já que exemplares do mesmo sexo estão mais sujeitos a brigas sérias.
Proporcionar atividades ao cão que fica sozinho é outra maneira de amenizar a solidão. Algumas opções de passatempo são deixar petiscos escondidos pela casa para o cão encontrar, possibilitar o acesso dele a janelas para observar o movimento externo e dar ossos de couro para ele roer."

Resumo das dicas:
- Evite que o cão o siga o tempo todo
- Ignore alguns pedidos de carinho dele, para acostumá-lo com pequenas frustrações
- Crie atividades para ele não ficar entediado na sua ausência
- Não faça festa ao chegar em casa e nem se mostre culpado ou preocupado ao sair
- Permita que o cão tenha acesso a pelo menos um local onde você fica, como à sala ou ao quarto. Se não for possível, passe algum tempo com ele no local onde ele costuma permanecer enquanto você está ausente. Também deixe lá objetos e panos com seu cheiro

Texto de Alexandre Rossi
(Fonte :http://www.caocidadao.com.br/artigos_caes.php?id=85&categoria=Caes)

Denise Dechen(http:/dicaspeludas.blogspot.com.br/) 


Desejamos a todos uma Semana colorida e feliz!
Beijinhos de Verena e Bichinhos 





19 comentários:

  1. Que lindo e importante alerta! E eles pouco a pouco, viram nossa sombrinhas, mas com tido amor e carinho. Aqui a CUCA nos enche de cuidados e carinho e nas horas em que Neno está na aula, ela parece de nós
    cuidar.Uma babá e tanto,sr bjs, lindo domingo,chica

    ResponderExcluir
  2. Oi Verena! Eu não sabia dessas dicas para a saúde emocional do cão. Foi muito bom saber. Beijo! Renata

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Verena
    Que dicas fabulosas. Quem tem um cãozinho em casa tem que procurar a maneira correta de tratá-lo. Excelente artigo e fantástica a sua participação
    Um feliz domingo
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Que dicas maravilhosas preciso
    mostra rpra minha filha, pq os bichinhos
    dela são lindos mas bem sapequinhas rsrsr
    eu adorei ficou ótimo esse post

    Bom domingo

    └──●► *Ri

    ResponderExcluir
  5. Puxa Verena, eu vi que faço muita coisa errada...a Fadinha é uma mimada,não fica longe de mim e quando saio a vida acaba pra ela,nem come...vou tentar mudar umas coisas por aqui,tem razão! Um texto muito interssante,adorei! bjs e bom domingo!

    ResponderExcluir
  6. Olá, querida Verena
    Meu filho teve uma gatinha que ficou com deprê pois não vivia sem ele que não podia ficar o tempo todo grudado nela... entendo bem o eu diz...
    Ótimos conselhos pra quem gosta de animais e os tem...
    Bjm fraterno e ótimo Domingo!

    ResponderExcluir
  7. That was a great post! We do not like being lonely either.

    ResponderExcluir
  8. Boa tarde Verena, adorei saber mais sobre como lidar com os nossos fieis amigos!
    Aqui no meu condomínio existem dois cães de guarda no terraço do rés do chão que ladram o tempo inteiro quando os donos não estão!
    O que mais me preocupa é que eles ladram principalmente a crianças que brincam na rua e a outros cachorros que passeiam com suas donas! Porque será? Estes cães são estimados, mas passam muito tempo sós! Será esse o motivo?
    Adorei a sua participação!
    Desejo uma semana bem colorida.
    Beijinhos e um afago ao Bichinhos.
    Ailime

    ResponderExcluir
  9. Maravilhosas palavras ,que nos ensina muito amiga Verena,já tive cães e sei o quanto é importante esses cuidados.
    Bjs amiga
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Verena!
    As dicas foram bem úteis para mim que estou com um filhotínho em casa. Ele é bastante independente e ativo, só que quando saio, tende a chorar e ficar amoado. Algumas dicas já sigo, como não me despedir ou fazer festa quando chego. Como já tive outros animais, vejo a diferença de temperamentos e como para cada raça a presença do dono é suportável ou não. Arrumei uma bolinha para colocar petisco dentro. Ele sente o cheiro e brinca com a bola tentando arrancar o petisco de lá. Também deixo TV ou rádio ligado... Ainda não pensei em deixar pela casa coisas com o meu cheiro.
    :)
    Beijus,

    ResponderExcluir
  11. Oi, Verena
    Maravilhosa participação e que aula e tanto
    Amanhã faço no meu blog
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  12. Verena, ótimas dicas e alerta para quem tem seus cãozinhos! Eu fazia muita coisa errada, Belzinha era muito mimada, até o veterinário dizia que ela era mimada.
    Adorei sua participação!
    Bjs
    Amara

    ResponderExcluir
  13. Verena, que texto, heim? Parabéns por publicá-lo! Eu adorei saber de tantos conselhos e procedimentos com relação aos cães! Tenho aqui em casa mãe e filha e vejo o quanto foi bom termos ficado com a filhota. Ambas se adoram e são felizes! Beijos e abraços e que sua semana seja abençoada!

    ResponderExcluir
  14. Oi Verena!
    Excelente postagem e dicas
    abração com carinho

    ResponderExcluir
  15. Que amor!
    Tenha um excelente semana!!!
    =)

    ResponderExcluir
  16. Boa noite Verena.
    Antes de mais obrigada pelo carinho, quanto a postagem precisa ler cada palavra que está aqui, vou seguir as dicas direitinho, não podemos criar um cão para expor a sofrimento, o meu está com meu irmão, a minha filha conta que quando ela chega sem mim, ainda me encontro em unidade hospitalar fechada, ela fica me procurando, lindo porem triste em saber que Dalila sente a minha falta, Amei a postagem.
    Uma linda semana amiga.
    Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  17. Sua generosa orientação deve ser louvada. sempre com belas dicas para a convivência saudável com os bichinhos amados.
    Beleza de participação Verena.
    Uma linda semana de paz e alegria.
    Bju

    ResponderExcluir
  18. Oi Verena!Tô de volta, retomando a rotina passo a passo, mas ainda me sinto nas nuvens! rs...rs...rs... Uma de minhas cadelas é "sombra". Eu saí sem que ela me visse e no dia que voltei, meu Deus, ela dava pulos, quase me derrubava! Ganhou muitos beijos e carinhos! Bjks Tetê

    ResponderExcluir
  19. Verena e amiguinhos, quanta coisa aprendi se eu ganhar outro cãozinho já como cuidar dele! beijinhos Pedrinho

    ResponderExcluir

Volte Sempre
Lambeijos e Ronrons
Pepi,Xixo,Juja e Jujuba